domingo, 19 de abril de 2009

Desgraças & Desgraças

Alguém me explica porque os homens só se apaixonam ou por mulheres inalcansáveis, ou por mulheres inexistentes? E depois vê-se cada camafeu a andar com as top models e afins! É de pensar "então e eu, então e eu!". A outra versão são os camafeus atrás de nós, uma qualquer desemparelhada que os amigos nos apresentam numa destas noites e nada descaradamente quase que "jogam" para cima de nós. O que fazer, tentar com jeitinho sair da cena, para não magoar ninguém, em particular a desgraçada, que até é simpática, mas quando nos diz que o filme que mais gosta é um em que um cãozinho e um gatinho vão à procura dos donos, o que fazer! Não é que eu seja esquisito em relação a filmes, mas isso em conjunto com o resto da conversa, ou não conversa, deixou muito a desejar! Pronto sei que estou a ser mau, ruim mesmo, mas que fazer, era pior fazer a corte contrariado só para parecer bem. -Antes só que mal acompanhado - lá diz o ditado e com muita razão. Mas e os amigos? Fulos comigo porque nunca mais liguei à rapariga que quase empurrada me deu o nº! Ai como são terríveis estas coisas do amor!!! Mas que fazer! "Depois queixa-te que não arranjas ninguém, esquisito como és!" A procura de quimica é coisa Terribleeee!

5 comentários:

Nuance disse...

Não te queixes e deixa-os falar!
Temos que ser exigentes com aquilo que queremos para nós proprios.
Antes só que acompanhado mas solitário!

Rapunzel disse...

Pois eu assino em baixo do post!
(invertendo os sexos, claro!)

Balada da minha Alma disse...

E neste bocadinho, deu-me para te vir conhecer desde o início... Descobrir esse teu mau feitio, essa tua intempestividade e, claro, essa mania de seres complicado.

Por isso, não estranhes estes comentários em posts tão antigos. É a descoberta... ;)

L'Enfant Terrible disse...

Devo dizer que o meu mau feitio está mal representado neste blog, embora pontualmente existam algumas indicações para o mesmo. De resto boa "descoberta"!;)

AFRODITE disse...

Estou a ver que não sou a única que vem aqui "fora do tempo"... mas é um hábito antigo que tenho, vir conhecer o primeiro post de um blog onde entro pela primeira vez.

Espero que a tua vida no presente já não te brinde com situações incómodas destas. Afinal de contas, em 3 anos e meio já muita água deve ter passado debaixo da ponte.

(^^)