sábado, 25 de abril de 2009

E se um dia…

…eu tomasse a decisão mais estúpida da minha vida, contra toda a sabedoria, lógica, racionalidade e sendo comum, deixando-me apenas conduzir pela loucura e pelos sonhos, tendo como farol uma vã esperança que me faz acreditar que desse modo possa atingir a felicidade plena?

Sem comentários: