domingo, 3 de maio de 2009

Competência

A competência sempre me disseram é uma virtude. Sempre procurei ser competente, saber o que fazia, mas por vezes há dificuldades, porque nem sempre depende só de nós, depende dos outros, do que estão dispostos a ensinarem, a ajudarem. Contudo cada vez mais me convenço que saber fazer por vezes é dar um tiro no pé, é que os chefes quando estão enrascados a quem recorrem, a quem sabe, ou pelo menos àquele que melhor se desenrasca! Pois até aqui tudo bem, ninguém pode deixar de se sentir um pouco orgulhoso por parecer que é o supra sumo da coisa. O problema está quando isso passa a ser recorrente, é que depois parece que só um sabe fazer a coisa, os colegas passam sempre a bola para cima do mesmo, o chefe pede sempre ao mesmo e o mesmo começa a ver que ele está sempre a trabalhar para fazer o seu trabalho e o dos outros, estando os outros na boa vida porque não sabem fazer…ou não querem! É nesses casos que abro a pestana e solto o meu mau feitio e começo a duvidar do que sei fazer, a ter problemas técnicos, a escrever no computador apenas com dois dedos e a olhar para as teclas. O chefe começa a pensar que estou doente mas ainda assim não me tira o trabalho de cima. Bolas para a competência!

2 comentários:

M disse...

Aaaaiiii.... como eu te compreendo! :)

Le Enfant Terrible disse...

Sim se há alguém que compreenda estas divagações és tu! :)