quarta-feira, 13 de maio de 2009

Jovens e “presumíveis”


Quando se houve falar nas notícias de crimes, dizem sempre os jornalistas crime cometido por um grupo de jovens, ou um grupo de jovens é suspeito, ou ainda dois jovens armados, etc. Até parece que querem dar a crer que ser jovem é sinónimo de criminoso! Será que a comunicação social não sabe usar outra expressão, como individuo, homem, sujeito? Qualquer dia um jovem como eu, ou outro qualquer, quando entrar num sítio fica tudo a olhar cheio de medo! Pergunto-me se os banqueiros do BII e do BNP não deveriam ser tratados também por jovens?

Outra coisa curiosa é a dos "presumíveis".
Captura-se um assaltante armado num banco em flagrante, mas é sempre tratado como "presumível" criminoso. Por certo o tipo foi alvo de uma conspiração, a arma não é dele, tinha um gorro metido nas orelhas porque estava frio, abraçou duas velhotas apenas porque lhe faziam lembrar a sua avó e berrou por dinheiro, porque foi ao banco apenas levantar um cheque e estava com pressa. Pois realmente coitado do tipo, teve azar mas é sempre "presumível"!

1 comentário:

amélie disse...

lol...! o pior é que é verdade.
[descobri hoje o blog, enfant terrible, pena é que em época de exames não se pode perder muito tempo]