sábado, 16 de maio de 2009

Tool!


Diz que os homens têm queda para a mecânica e para as máquinas. Reconheço, tenho algum jeitinho, sei fazer pequenas reparações de todo o tipo, eléctricas, mecânicas, hidráulicas, para não falar da informática onde dou cartadas maiores. O problema é quando uma máquina não responde e por mais que tentemos compreender o problema, não se chega a conclusão nenhuma, ainda mais quando o problema não tem um ordem lógica, parece que tem vida própria, acontece quando menos se espera e nem sempre. Isto que estou a falar dá-se com o meu ferro de engomar (sim eu engomo a minha roupa, não gosto, mas tem de ser!). Umas vezes o dito objecto deita vapor limpinho que tanto ajuda a tarefa, outras vezes dá-lhe a veneta e começa a espirrar calcário, ora eu colocava água del cano, agora passei a colocar água destilada e é a mesma coisa! Já tentei verificar, pela desmontagem e leitura das instruções se haveria algum filtro ou coisa do tipo que precisasse de ser limpo, mas nada. O pior é que umas vezes faz outras não faz, de modo que é sempre uma aventura passar a ferro, sempre na expectativa de ver o sai e quando acontece vejo os meus olhos a procurem com raiva o martelo mais próximo, o qual tenho de manter bem escondido ou distante, não vá cair em tentação!

2 comentários:

Anónimo disse...

Qual martelo, qual que! contra a parede seria tão ou mais eficaz...ou então, oops, caiu da janela!

CF

Le Enfant Terrible disse...

Para quê deixar à gravidade toda a alegria da destruição, quando ela pode ser nossa?