quarta-feira, 17 de junho de 2009

Amor à primeira vista


Há quem acredite em amor à primeira vista. Eu não acredito. Gostava de acreditar mas não acredito, porque em boa verdade nunca me aconteceu. O que já me aconteceu foram atracções à primeira vista. Curiosamente quando reparo em alguém com “olhos de lobo” e se venho mais tarde a conhecer efectivamente essa pessoa estrago tudo tentando ser o que não sou, ou melhor revelo ser a criatura menos atraente deste mundo, acabo por dizer, parecer e fazer aquilo que não se deve, porque quero algo mais. Contudo as pessoas que me habituo a ver, sobre as quais não tenho segundas intenções inicialmente, algumas produzem, passado algum tempo, um clic em mim, quando as começo a ver como uma possibilidade, quando sinto um súbito desejo de algo mais, quando penso no “e se”. Daí têm surgido as minhas grandes paixões. Surgem do nada é certo, quando menos se espera, sobre quem menos se espera. Pelo menos para mim a paixão surge assim, à “segunda vista”.


[Apesar da minha descrença não me importava nada de me apaixonar à primeira vista...desde que fosse correspondido claro!]

6 comentários:

Heidi disse...

se calhar o "amor à primeira vista" está é com o nome errado...realmente e pensando bem :P...é mais um "clic à primeira vista"...

eu até acredito nesse clic...mas definitivamente o melhor clic é o de "segunda vista"...
se depois da amizade o "clic de 2a" surgir e for mútuo, perfeito! (digo eu :P)

Anónimo disse...

A questão é mesmo essa... ser-se correspondido. Porque é tramado experimentar-se a paixão à primeira, segunda, terceira vista... se a experimentares sozinho. Sucks..
Gostei,Vou voltar!

Mary

Anónimo disse...

E pensar no desperdício de sentimentos que há por aí...Mais porque parece que nos apaixonamos sempre pela pessoa errada, ao mesmo tempo que as "pessoas certas" se apaixonam por nós e nem para elas olhamos...

Mary

Le Enfant Terrible disse...

Bem vinda Mary, volta sempre que quiseres! A correspondência...essa grande incógnita!

V. disse...

Também nunca me aconteceu, aliás acho bastante improvável, mas certo é que se alguém me contar acredito. Não sou céptica. A verdade é que o grande amor da minha vida surgiu após um ano de convivência, e de muitas vistas lol, eu e ele eramos amigos :)

Rapunzel disse...

Esses "e ses" é que me estragam tudo... :S