segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Arrebatamentos




Há mulheres que nos arrebatam! Mulheres que somente com um olhar, um sorriso, uma presença, uma palavra ou expressão nos arrebatam. E nós o que podemos fazer? Nada. Temos de ficar ali, parados, porque essas mulheres carregam uma luz que encadeia, deixando-nos cegos, com vontade de reagir mas ao mesmo tempo sem reacção, sem palavras, sem raciocínio, apenas e só vislumbramos, sorvemos esse momento, esse perfil, essa coisa que nos atrai e vai muito mais além do que a simples matéria que a compõe. É nesses momentos que gostaríamos de reagir à altura, de fazer parar o tempo à nossa volta, de confiar o suficiente para nos levantarmos, chegarmos perto e, assim, sem mais, sem palavras, apenas com o gesto, seguindo uma linguagem primitiva, mas ao mesmo tempo mais verdadeira e profunda, pagarmos com um intenso beijo todo esse arrebatamento, sem temermos a negação ou a surpresa, porque nesse momento é a nossa vez de arrebatarmos, de fazer pulsar o sangue nas veias, de descobrirmos e sermos descobertos...

13 comentários:

Gingerbread Girl disse...

Texto muito bonito... ;)
Mas lamento informar-te, que poesias à parte o mais certo era levares um par de estalos.
=|

As mulheres são do pior... tcs tcs...

Le Enfant Terrible disse...

Gingerbread Girl
Pois por isso só escrevo, não o faço, que fetiches masoquistas não tenho!

Bernardo disse...

Concordo contigo

*B* disse...

Ai que texto lindo...

Pochinha disse...

Olha que também acontece ao contrário... =)

E o texto está de facto belo

Le Enfant Terrible disse...

Pochinha
Sê bem vinda!

HannaH disse...

hmmm, há alguem com um fraquinho!;)

S* disse...

É tão bom ser arrebatado!

Olhar para alguém, pensar em alguém e sentir o coração bater mais forte. Delicioso.

Le Enfant Terrible disse...

HannaH
Sempre!;)

Sunshine disse...

Às vezes vale a pena arriscar...diz-se que o mundo é dos audazes :)
Gostei do texto

Mnemósine disse...

Era bom que cedêssemos a esses impulsos mas a maior parte das vezes deixamos passar esse momento arrebatador, enterrando-o no meio da razão, do medo do par de estalos ou do gozo geral.
Era tão bom sentir disto mais vezes...!

Miss Yellow disse...

Le Enfant cada vez mais sou uma presença habitual do seu blog ! Gosto mesmo !

Bem, tenho de dizer que a mim já me aconteceu trocar olhares que pareciam parar tudo, dizer tudo, e , de repente.. nadica de nada.. fico deprimida, é verdade(só me apetece bater-vos). ehehehe, nunca os homens têm coragem de consomar o conhecimento, ou pelo menos, não na maior parte das vezes.. sim, sim, nós também poderíamos consomá-lo, mas eu acho-me uma personagem romântica , e como tal, espero sempre que seja o homem, embora às vezes, tenhamos nós de agir ! ;)

O certo é que os arrebatamentos fazem-nos felizes por momentos, e têm a sua piada assim mesmo. :)

Patrícia disse...

Nem queiras saber quantas vezes me apaixono quando vou na rua!

Alguém te disse "o mais certo era levares um par de estalos". Não aches que sim, vai, arrisca! As mulheres adoram ser abordadas, mas de forma inteligente, subtil e muito muito original ! =) (ou seja, como quem não quer a coisa!)