terça-feira, 11 de agosto de 2009

E no seguimento do post anterior...


...dizia-me um amigo meu hoje, que já se divorciou e entretanto voltou a casar, que a sua primeira relação falhou devido a um choque pós-casamento. A outra parte, segundo ele, pensava que o casamento era outra coisa, teria outro sabor, mas no fim só se saldou na ilusão. Ora há pessoas que vivem a sonhar com uma relação que culmine em algo, mas se é preciso culminar em algo, depois disso o que há? Uma relação deve ser construída a dois, ir crescendo, sem pressas nem pressões, em mútuo acordo, naturalmente, com picos de êxtase pontuais para não se cair na rotina, sem grandes metas mas com pequenos objectivos diários que arranquem um sorriso terno a ambos. Muitos casais namoram e continuam a namorar depois de casar. Acho que é o exemplo perfeito. Para quê deixar de fazer uma coisa que ambos gostam apenas porque muda um patético cenário jurídico?

Contudo numa relação é preciso deixar para trás algumas coisas, entregar parte do nosso ser para podermos receber o outro. Todos gostaríamos de ser sempre crianças, mas o crescimento obriga-nos a alterar o nosso comportamento e valores, mas em troca temos novas sensações, novas experiências e abrem-se novas perspectivas.
Assim como na vida deveríamos crescer com uma relação, deixar-nos ir, para podermos saborear tudo o que ela tem para oferecer. Quando nos envolvemos com alguém tem de ser para valer, não para fazer de conta, se assim for o resto são pormenores!

6 comentários:

Miss Yellow disse...

Concordo.. totalmente..

para mim o amor é algo muito sério, ter uma relação implica dar e não só receber, implica ceder, implica tanta coisa..

um casamento então.. é algo que tomo como uma decisão que tem de ser claramente pensada, para mim, como personagem romântica que vulgo ser, é para toda a vida.

ai ai.. acho tãoo lindo ver os velhotes a passear de mãos dadas e a dar um beijo entre sorrisos no fim de uma vida juntos.. =)

Beijinhoo

sakura disse...

Disseste tudo o que penso sem tirar nem pôr :)
Assino por baixo do texto...porque podia ter sido escrito por mim.
Não tem de haver um culminar, não há um objectivo final a alcançar, mas sim um caminho a percorrer a dois.
Beijinho*

Miss Yellow disse...

Uma coisinha para ti no meu blogzitoo =)

GATA disse...

E acrescento... algumas mulheres acham que, depois do homem conquistado, não é preciso mais nada, e até a sua aparência descuidam! Uma ex amiga minha era assim: quando não tinha namorado, "produzia-se"; depois, quando tinha namorado, parecia uma "maria cachucha"! :-)

PS: certamente que também acontece com alguns homens, mas eu ainda não conheci nenhum assim...

Le Enfant Terrible disse...

Gata
Por acaso não te estarás a esquecer das "barriguinhas" que crescem nos homens após o casamento?

GATA disse...

Repito: certamente que também acontece com alguns homens, mas eu ainda não conheci nenhum assim... sou uma gata com sorte! :-)