terça-feira, 22 de setembro de 2009

Das virtudes da espera


Costuma-se dizer que saber esperar é uma grande virtude. Concordo. Estar à espera requer paciência, sangue frio, requer manter-nos quietos mas também confiantes, porque se alguém espera aquilo que sabe que não vai vir então não está à espera, está a desesperar. Há esperas longas, esperas curtas e o tempo em cada uma é sempre relativo ao nosso estado de espírito, porque para certas coisas preferimos esperar muito tempo, outras no entanto requerem pouco tempo, requerem uma resposta, requerem uma acção para a qual não dispensamos de tempo, temos necessidade de saber, no agora, no presente, não num futuro distante e quiçá utópico. Esperas demasiado curtas redundam por vezes em algo pouco atractivo, é necessário um certo tempo de espera para percebermos o valor das coisas, para sentirmos aquele frio na barriga, aquela incerteza que desejamos ser positiva mesmo quando dizemos em voz alta que vai ser negativa (e até nos esforçamos para acreditar que será!), essa é a espera que faz sofrer, mas é um sofrimento que se suporta, apenas e só se tiver desfecho, de preferência positivo, de outra forma perguntamos de que valeu a espera. De qualquer forma todas as esperas são difíceis sendo essa dificuldade proporcional ao nosso desejo de resposta, contudo preferimos esperar (sempre) se na nossa cabeça pensarmos que isso vai servir para recebermos uma resposta positiva.

19 comentários:

GATA disse...

Como eu sempre digo, quando o Todo Poderoso distribuiu a paciência, eu não era das primeiras na fila... Portanto, para mim, "saber esperar" ainda não é uma virtude... No meu caso é mais do género "quem espera, desespera"... e, em certas situações, já tive muita vontade de comprar uma arma e dar um tiro na cabeça de uma certa pessoa! :-)

ADEK disse...

Sim... É melhor a espera(nça) na dúvida do que a confirmação de que o que esperávamos já não vem.

Nuance disse...

Cliché ou não a verdade é que "quem espera sempre alcança"! Mas às vezes também é preciso agir...

L'Enfant Terrible disse...

ADEK
Sê bem vinda!

L'Enfant Terrible disse...

GATA
Tu tem calma contigo!!!

B. disse...

Essa espera que tu falas faz doer até os ossos...Muito bom de ler teu escrito, voltarei outras vezes.

L'Enfant Terrible disse...

Nuance
Agir...mas com parcimónia!

L'Enfant Terrible disse...

B.
Volta sempre que quiseres e sê bem vinda!

Sônia disse...

Gostei de ler teu texto!
voltarei novamente.

L'Enfant Terrible disse...

Sônia
Sê bem vinda e volta sempre que quiseres!

100 remos disse...

As minhas esperas são sempre desesperantes, um pouco ao estilo do "Angel song" dos Silence Four.

L'Enfant Terrible disse...

100 remos
Sê bem vinda!

S* disse...

Esperar pode ser uma actividade deliciosa... desde que saibamos que o que esperamos chega.

Vânia disse...

Esperar...
Palavra que se adequa perfeitamente à situação em que estou neste momento!

Ain =/

Olhos Dourados disse...

Mas quem espera também desespera!

Teorias da Ritinha disse...

Boa noite..
Vim hoje pela primeira vez ao seu blog .
Queria aproveitar a oportunidade e convida-lo para fazer uma visita,ao meu(bem mais humilde)blog! ;)
Gosto o que escreve e como escreve.
Bom ver que ainda existem pessoas com conteúdo.
Porque esta vida, é mesmo assim..
www.asteoriasderitinha.blogspot.com

"Viva sempre!.. (Simplesmente..)"

L'Enfant Terrible disse...

Rita
Sê bem vinda! Quando tiver oportunidade faço uma visita ao teu blog!
PS: Não me trates por você...faz-me sentir velhote!

Teorias da Ritinha disse...

Obrigada.
Fico à espera da "T"ua ;) visita
(Caro jovem!).

Rapunzel disse...

Tb há o ditado:
"quem espera desespera"