quarta-feira, 7 de outubro de 2009

E...



...abro a janela para a noite. Respiro fundo e suspiro. Vejo as estrelas e procuro constelações. Nascem sonhos na minha cabeça, geram-se ilusões. A única coisa certa que tenho é saber que o cosmos abraça tudo com a sua luz. Sentir esse abraço é saber que estás ali, reflectida nos céus, o teu rosto, o teu corpo, a tua mente, os quais procuro sem cessar, os quais ouso imaginar e quase tocar com as pontas dos meus dedos. Mesmo que os teus olhos nada vejam além do horizonte, mesmo que estejam fechados à noite que acontece acima de ti, a luz é minha cúmplice trazendo-te para o meu alcance, ainda que seja apenas pura energia que brilha diante dos meus olhos e incendeia a minha mente, que cada vez mais se perde no infinito do espaço e dos meus sonhos…

5 comentários:

sakura disse...

Adoro olhar as estrelas. Por vezes fico a pensar se alguém estará a ver o mesmo que eu.
Bjinhos***

100 remos disse...

Meus êxtases, meus sonhos, meus cansaços...
São os teus braços dentro dos meus braços,
Via Láctea fechando o Infinito.

Florbela Espanca

Nuance disse...

LINDO!

maria teresa disse...

Urano, deus dos céus, cobre-a com o seu manto de veludo negro decorado com estrelas cintilantes...

S* disse...

A noite... fonte de inspiração dos poetas. :)