terça-feira, 13 de outubro de 2009

Momentos de Síntese


Há alturas da nossa vida em que tudo parece estar a resolver-se, a chegar a um momento de síntese, em que todas as procuras parecem estar a chegar ao fim, todos os horizontes se vislumbram tal é a oferta e a dimensão com que surgem e eis a tão aguardada apoteose ali tão perto de ser atingida. Mas esses momentos são fugazes, são passageiros, partem tão depressa como surgem. Se num tempo parece que encontramos todas as respostas, todas as soluções, depressa porém as nossas mãos ficam vazias, talvez ainda mais do que antes como se toda a matéria projectada à nossa frente se desfizesse em milhares de grãos de areia. Por vezes parece que vários caminhos são possíveis, que várias direcções podem ser tomadas, mas rapidamente percebemos que muitos são apenas miragens e sobra apenas um único, o qual é simplesmente o mesmo em que já caminhamos, mas não é por isso que sabemos onde este vai dar, se é que chegará a algum lado…

5 comentários:

Nuance disse...

Quando menos esperamos, a vida traz-nos coisas fantásticas!

maria teresa disse...

Todos os caminhos têm desvios, podemos seguir por um, voltar atrás e escolher outro e assim sucessivamente ou caminhar sempre pelo trilho principal... É uma questão de escolha, de acasos, de sorte...
Beijinhos embrulhados

Gaja com G maiúsculo disse...

Como te entendo! Hoje sinto-me precisamente ''assim''.

Beijinhos

L'Enfant Terrible disse...

Gaja com G maiúsculo
Sê bem vinda!

Out of the blue disse...

E por vezes temos de caminhar tantos caminhos para voltar ao ponto de partida e descobrir que o que procuramos esteve sempre ali tão perto de nós. Mas sem percorrermos todos esses caminhos nunca o iriamos descobrir, tudo faz parte.
E estou a lembrar-me do livro "O Alquimista", se bem que não seja fã do Paulo Coelho ...