sábado, 28 de novembro de 2009

Gostava


Gostava de te dizer, gostava de conseguir falar, de expor, de emitir um som para ti. Gostava de conseguir expressar, sem omitir, mas com substância, com profundidade, tudo o que penso, tudo o que sinto, as minhas intenções, as minhas contradições, as minhas hesitações, os meus defeitos as minhas virtudes. Gostava de me declarar, de declamar o verbo, de usar vocábulos que não conheço, com sentido, sem sentido, mas que pudessem chegar a ti e te convencessem, que te conquistassem num abraço gutural, que te fizessem arrepiar. Gostava, e faço-o, mas em silêncio, num absoluto estado de mudez, que me restringe os movimentos, carrega o meu semblante, torna-me cheio, mas ao mesmo tempo vazio.
Gostava mas não consigo, porque sei, que somente o silêncio pode pronunciar todo o sentimento na maior das suas profundidades…

4 comentários:

Girl in the Clouds disse...

É fim-de-semana, acordaste inspirado!!O texto está muito bonito!! Kiss

Anónimo disse...

Porque não? Tenta, se não o fizeres nunca saberás...

Anira the Cat disse...

Por vezes há tanto para dizer, que nos faltam as palavras... e um olhar bastaria para mostrar aquilo que queremos transmitir.
Bjokas

Nuance disse...

Só tenho uma palavra: brutal!!!