domingo, 6 de dezembro de 2009

Do falar e do ouvir


Umas vezes falo demais, outras falo de menos, numas digo tudo, noutras não digo nada, raras são as vezes em que digo alguma coisa acertada, mais raras ainda as que digo e acerto, é preciso por isso ponderar bem antes de abrir a boca, contudo, o mais acertado é muitas vezes resultado não de algo pensado previamente, mas sim de algo dito no momento que transmite toda a verdade, a qual pode ser ou não bem recebida. Por vezes o valor do que se diz é relativo, depende de quem emite o vocábulo, mas também de quem o recebe...

7 comentários:

Girl in the Clouds disse...

O que dizemos, cada um interpreta à sua maneira, de acordo com o seu ponto de vista!!

" A Invisível " disse...

Caro Terrible;
Pela primeira vez não concordo contigo meu caro.
Na minha opinião, dizes muitas coisas certas e em que acertas!
Afinal de contas, todos nós temos momentos em que estamos melhor e outros que não estamos tão bem.
É como tudo na vida... (eu não tenho razões de queixa da tua pessoa!) :) Plim!!
Beijinho*

Anira the Cat disse...

Por isso é que se diz que só há comunicação quando há um emissor e um receptor...
Mas tu dizes coisas acertadas...
Bjoka

Mona Lisa disse...

Para saber o que dizer muitas vezes basta saber ouvir.

Malinha viajante disse...

Quando a comunicação parece falhar chama-se "Ruído ou interferências"*
o que leva muitas vezes o emissor a transmitir mensagens que o receptor capta de forma diferente da pretendida ;)
bj

*achei por bem vir dar uma explicaçãozinha técnica e relembrar o que aprendi na faculdade hihi ;P

Gaja com G maiúsculo disse...

L'Enfant tu dizes coisas muito acertadas, tens a cabeça e o coração no lugar, os outros é que poderão não tê-lo e tu acabas por sofrer com isso...

Mas compreendo, que há determinados momentos da nossa vida, em que a emoção baralha-nos a mente, e o discurso, falamos demais quando deveríamos ficar calados, e permanecemos em silêncio quando as nossas palavras fariam toda a diferença! Estou a passar por isso, mas sabes que mais? Faz tudo parte... e apenas temos que tentar encontrar o nosso ponto de equilíbrio ;))

Beijinhos

izzie disse...

Falta(-nos) o Equilibrio... o timing (lá está!)

Beijinho,