domingo, 20 de dezembro de 2009

Sim...


...já fui mais feliz, mais optimista, já me senti senhor do mundo embora nada tivesse a não ser a esperança de um amanhã melhor, da conjugação de tudo de bom, a confiança de que tudo tem um sentido e este só pode conduzir à felicidade eterna.
Sim, já fui miseravelmente infeliz, contudo era-o de forma estranha, sentia o coração bater forte como é tão raro bater, mas ao mesmo tempo lágrimas salgadas exprimiam-se dos meus olhos vermelhos, tendo por um lado momentos sublimes que mais não eram sonhos do que poderia ser, mas por outro momentos em que tinha de enfrentar a dura realidade, a qual nunca poder-se-ia dar, talvez por ser demasiada louca, demasiado rebuscada, por ser a derradeira batalha que nunca se acredita ao certo se o será ou não.
Sim, continuo a sentir-me confuso, completamente perdido num misto de indecisões, na dúvida do que devo fazer, de quem sou, do que senti ou do que sinto, se será presente ou passado, sonhando ao mesmo tempo que seja futuro, mas perdendo pouco a pouco todo o sentimento que tanto servia para sofrer como para me rasgar um sorriso inigualável no rosto…

5 comentários:

Girl in the Clouds disse...

O que é importante é olhar para a vida com um espírito positivo e optimista!! pois, é mais de meio caminho andado!!

Atelier de trapilho disse...

Não terás vivido intensamente de mais? E agora olhas para a frente e vês um vazio? Quem vive demasiado cedo, com intensidade, pode viver o resto da vida numa frustação, preso a um passado e descrente de um futuro...pode ser só uma fase...
Bjs

Anira the Cat disse...

Há dias melhores que outros. Há emoções mais fortes que outras. há dúvidas mais pertinentes que outras... A tudo isso se chama viver...

Gaja com G maiúsculo disse...

Como te percebo, isso que sentes são fragmentos do passado. Todos nós sabemos que quando se sofre, a dor vai passando lentamente, mas a cicatriz, a recordação, ficam lá, e latejam volta e meia, basta um pequeno toque...percebes?

Aos poucos estás a recuperar o equilíbrio, o ponto ideal, e chegará o dia, em que mesmo que recordes o passado, simplesmente irás sorrir, porquê? Porque já passou, porque és uma pessoa melhor ;)

Beijinhos

izzie disse...

Sim...

Isto sim é um texto.
Vale a pena ler, porque contemplas todas as míriades do pensamento.
Isso é tão raro... o tentar ser completo.
O não ficar perdido apenas num lado "da questão".

Parabéns (cada texto mais tua fã...)
Beijinho,