terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Vislumbrar


E quando aparece à nossa frente a derradeira resposta, a verdade suprema, o último dos desejos, a mais luminosa aspiração, a cereja no topo do bolo, a solução única para a nossa equação, a apoteose perfeita? E quando aparece mas não pode ser nossa, está para lá do nosso alcance, noutro universo, noutra dimensão, num lugar inalcançável, inacessível aos nossos esforços, à nossa vontade, ao nosso desejo? E quando isso para nós é tudo, mas tudo o que não podemos ter, mas que por momentos sonhamos que podia ser, por um segundo apenas ponderámos que afinal há um sentido na vida quase profético, místico, mágico que no fundo não passa disso mesmo, uma realidade, mas ao mesmo tempo uma ilusão que se esfuma à nossa frente e dissolve as nossas entranhas, fazendo gemer a alma em toda a sua profundidade, levantando a dúvida e o desespero gritado a um céu surdo, que parece demonstrar que a realidade, dura, fria, escura, é mesmo assim, arrastando-nos pelo seu solo poeirento, seco e semeado de calhaus cujo atrito dilacera o nosso ser, por dentro e por fora…

10 comentários:

Nuance disse...

Para um homem que escreve assim, pouco haverá que não esteja ao seu alcance...
Eu não acredito...

sakura disse...

Podes sempre acreditar...pode não ser apenas uma utopia...
Porque nunca faz mal sonhar, porque há sonhos que viram realidade...
Mas isto sou eu que digo, que sou uma eterna romântica e sonhadora :)

Bjinhos

Gaja com G maiúsculo disse...

Amigo, quem te disse que não pode ser teu? Se te vislumbrou, corre, salta, luta, mostra quem és, conquista...e jamais desistas! Só devemos desistir se nos pedirem, ou quando nos apercebemos que a luta é em vão...força, estamos aqui a torcer por ti!

Beijinhos

Anira the Cat disse...

Enquanto sentires coragem em ti para lutar, luta... algo assim merece...

Girl in the Clouds disse...

O que é nosso, a nós vem ter!! Claro, que é preciso ir à luta!!

Anira the Cat disse...

PS: selo no meu blog!

by " A Invisível " disse...

Querido Terrible;
Não desistas! Nunca!
Beijinho grande* (obrigada por tudo).

Anna disse...

É nesse momento que queremos maldizer tudo o que é real e gritar de raiva...

Dizem os utópicos que nada é impossível ou inalcançável... Diz-nos a experiência que não é bem assim...

Felizmente para nós, nem todas as apoteoses perfeitas estão fora do nosso alcance... Nem sempre esses vislumbres são meras miragens... alguns deles deixam-se tocar...

izzie disse...

Voltar a creditar... desejar outro "último desejo"... andar para a frente.

Respirar e voltar. Difícil, mas verdade!

Beijinho,

Corset disse...

esse post fez-me sorrir pela imagem: tenho esse quadro "à minha frente" :) (marca-páginas)