sábado, 27 de fevereiro de 2010

Da mudança


A mudança mais não é que querer voltar a página, mudar de paradigma. A mudança é igualmente o atrasar de algo em concreto, uma volta que se faz para que se conclua que algo não pode ser mudado ou adiado, mas é isso mesmo que reforça aquilo que supostamente se queria mudar. Contudo estou em crer que tudo pode ser mudado com um esforço racional sobre algo irracional, algo que é o hábito, o instinto que é combatido com a vontade, força maior da espécie humana. O grande problema é que por vezes queremos mudar algo que não queremos mesmo e este desejo não parte do interior, mas sim do nosso exterior e talvez por isso algumas mudanças acabam por ser falsos enganos a nós próprios.

5 comentários:

McFunny disse...

Concordo

P. disse...

Normalmente acontece quando essa decisão parte de alguém e nós temos que aceitar. Só temos que encarar como um novo desafio de vida!

Girl in the Clouds disse...

A mudança faz falta, ainda que por vezes tenhamos resistência!!

Nirvana disse...

Mas tu lês pensamentos? :)
Algumas mudanças ocorrem sem sequer nos apercebermos. Há algo em nós que se quebra, que muda, que perdemos, e mudamos.
E há essas mudanças, que conscientemente queremos fazeer, mas que no fundo não queríamos. A lógica, a racionalidade diz que sim, até dizemos que sim, mas no fundo, continua igual.
Bjnhs

eu... disse...

Não estás bem a ver como isso se aplica a mim ultimamente...