quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Das coisas complicadas


Por vezes sinto uma euforia em mim que resulta do despertar de uma energia que me invade de forma vigorosa, dando-me coragem e confiança para fazer algo em questão, sem sombra de dúvida ou de fraqueza e nesses momentos sei que seja lá para o que me dá tal força tudo vai sair bem. Acontece porém que, na maioria das vezes, este “estado” desperta para fazer coisas que julgo serem conseguidas apenas com esta vibrante condição, tal não sendo possível de outra forma. Mas a verdade é que sempre que algo é conseguido por este meio, é no fim algo muito simples, algo que seria conseguido de uma forma mais suave se simplesmente me decidisse a tentar em vez de complicar ou de deixar para a última da hora. Contudo, as coisas verdadeiramente complicadas parecem esconder esse seu significado de mim, não revertendo em nenhuma forma que me impulsione para obter o dinamismo necessário para as resolver. Talvez por isso há tanto que não faço e não consigo fazer...

3 comentários:

Girl in the Clouds disse...

Eu acho que precisamo de uma atitude proactiva!! kiss

Anira the Cat disse...

Há que mudar a abordagem! Tentar novas formas de enfrentar aas situações! Basta um pouco de imaginação e querer arriscar...

Bjokas

sakura disse...

Há coisas realmente complicadas, mas outras há em que somos nós que as complicamos... O importante, é nunca deixar de tentar. Don't give up.

Bjinhos***