domingo, 28 de fevereiro de 2010

Eu, as danças e o ballet...


Pois aqui me confesso portador de uma qualquer deficiência motora à qual se soma alguma vergonha levando à descoordenação dos movimentos sempre que tento que os mesmos respondam de modo cadenciado ao som da música. Mas mesmo assim, lá vou tentando, ainda que por vezes veja num rosto a expressão aflitiva provocada pela minha massa que se apoia erroneamente por breves segundos em alguns centímetros quadrados de um pé que não é o meu. Mas se há alguma coisa, nesse campo das coreografias que nunca me viria a fazer era mesmo o ballet. Por várias razões. A começar pela acima exposta. Se eu tentasse andar aos pulinhos em bicos dos pés o mais certo era ter umas valentes costuras na testa e um nariz de lado, resultado de várias quedas a prumo. Depois temos aquela indumentária – collants, que é como quem diz calças-muito-justas-e-finas-que-cobrem-um-lugar-que-os-homens-gostam-de-ter-à-vontade. Mas pior que isso, é colocar um homem assim vestido no meio de uma dúzia de donzelas, normalmente bonitas, elegantes e graciosas, de vestidos muito justos! Nem sei o que diga, seria um degredo, é que não se esqueçam, um homem de collants já é mau, agora rodeado de belas jovens…duvido que se conseguisse mexer-se e andar aos pulinhos…é que não dá muito jeito!



O Lago dos Cisnes tornar-se-ia provavelmente o Lago do Galo

8 comentários:

Girl in the Clouds disse...

Fartei-me de rir a ler o teu texto!!

Miss Complicações disse...

HAHAHAHA
Por norma, os homens que dançam ballet possuem um corpo bem trabalhado. Não é assim tão mau...:)

Mona Lisa disse...

:))

Os treinos de ballet são tão duros, que podes ter a certeza que nenhum homem tem pensamentos desses, mesmo estando rodeado de mulheres giras. Tudo se aprende, e no caso do ballet começa-se sempre desde pequenito, por isso toda aquela questão da coordenação de movimentos, da resistência (que no caso do ballet é fundamental, apesar de muita gente nem imaginar isso, pois parecem todos estar a "flutuar") Enfim...Eu já pratiquei ballet clássico e danças de salão e ballet moderno..por isso digo-te que é tudo uma questão de começar cedo e de praticar muito. Já vi homens nesses meios que quando começaram quase nem conseguiam coordenar os movimentos, e neste momento já vivem da dança. Basta ter paixão suficiente pela coisa para aprender. É como tudo na vida.

Gaja com G maiúsculo disse...

Ahhhh que saudades!!!!!!!!!! :)
Eles não dão tantos pulinhos quanto as bailarinas, e têm sabrinas normais, o que significa que não andam em pontas ;)
Posso-te dizer que embora aparentemente pareçam um poucos ''gayzolas'' os bailarinos têm um corpo fenomenal, sendo que não existe essa coisa de andarem a olhar uns para os outros devido às roupas justas, é natural, normal ;)

Mas fizeste-me rir! O Ballet é daquelas artes em que tens que nascer para isso ;)

Beijinhos

Nirvana disse...

Não é bem andar aos pulinhos em bicos de pés. Lol!!
Exige muito treino, músculos e flexibilidade. E atenção à coreografia, o que lhes deve deixar pouco tempo, em palco, para esses devaneios!
Mas que me ri com a tua descrição, ri!! :))

Anira the Cat disse...

Acho que seria engraçado ver-te a dançar ballet... aliás, sera mais que engraçado, seria Terrible!!!

Bjokas

Kikas disse...

sabes que mais? sou tal e qual e sou rapariga. deixa lá :p

Malinha viajante disse...

Adoro ballet, não só por ter praticado em pequena mas pelo espectáculo em si ;) E como já disseram algumas meninas aquele corpinho fica "au point" ;)
bjs