terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O que nos define?

Aquilo que fazemos, que dizemos, que parecemos, que somos para o exterior ou o que somos no nosso interior, os nossos pensamentos e sonhos? Terão os nossos segredos, sejam eles grandes ou pequenos, algum impacto no que somos ou aparentemos ser? Não sei dar uma resposta, talvez possa usar mais uma vez a abrangência generalista que tudo abarca e acabando por não abarcar nada devido às pontas soltas que deixa, às linhas que não se conseguem misturar ou costurar numa qualquer malha que nada mais é que a nossa existência. Mas perguntou-me ainda se aquilo que somos está determinado pelos segredos que carregamos, pelas memórias que são só nossas que não revelamos a ninguém por medo, vergonha ou simplesmente porque não as sabemos justificar ou explicar. Mais uma vez fico sem resposta…

12 comentários:

Girl in the Clouds disse...

É uma boa questão!! E será que somos para nós seremos para os outros?? Diferentes pessoas vem-nos de forma diferente??

anaferro disse...

Eu penso que sim, tudo o que vivemos e escondemos, o que sentimos e não dizemos, o que sonhamos e não revelamos actua no nosso íntimo e traça um caminho para a nossa personalidade e humor diário. Muito embora algumas vezes possamos nem ter a consciência do que influencia.

maria teresa disse...

Faz uma óptima introspecção... no fundo nós somos "produtos" de tudo isso e de mais "coisas" que até desconhecemos porque estão perdidas nas brumas do inconsciente.
Abracinho

Miss Kin disse...

Bem, acho que eu também não te consigo ajudar, essa é uma das minhas "perguntas sem resposta"... Mas quero acreditar que somos alguma coisa no meio disso tudo, um cruzamento entre o que está dentro e o que vem para fora.

ADEK disse...

O x guarda segredos porque quer ter momentos só seus, o y guarda-os porque tem vergonha de os partilhar com a sociedade, o z porque acha que podem vir a magoar alguém se se souberem, e por aí fora. São todas razões diferentes, que definem de certa forma a essência de cada um, não? :)

Nuance disse...

Eu acho que sim. Tanto os nossos sonhos como as nossas vivências fazem de nós aquilo que somos!

Psiuuuu!!Sou eu! disse...

hmmmm, boa questão...eu penso que o que nos define é o conjunto das duas coisas, não só o que os outros veêm e aparentamos, porque isso até pode nao ser real ou ser fachada, a máscara em algum momento cai e o que fica é o nosso interior que mesmo no silêncio eu acho que fala mais alto e ainda mais se for em harmonia com as nossas atitudes.
Bjito

Mona Lisa disse...

Óptima pergunta. Para mim o que nos define são ambas as coisas - tanto o que somos no nosso interior,como também aquilo que mostramos aos outros(quer corresponda à realidade ou não).O que realmente somos está, sem dúvida, muitíssimo relacionado com os nossos segredos, medos e memórias. Aliás, na realidade, nós somos as nossas memórias, é isso que nos define.

Rosa Negra disse...

O que nos define é tudo aquilo que fazemos desde que acordamos até quando adormecemos, aguardando o dia seguinte...

Anira the Cat disse...

O que nos define são as atitudes que tomamos perante as vicissitudes da vida... pois por vezes não pomos em prática aquilo em que acreditamos, ou pensamos acreditar.

Bjokas

L'Enfant Terrible disse...

Miss kin
Sê bem vinda!

eu... disse...

Tudo o que guardamos só para nós influencia a maneira como agimos e reagimos perante os outros, daí que muitas vezes eles não entendam determinados comportamentos nossos. Depois, há pessoas mais ou menos sensíveis e intuitivas que, por se reverem em certas atitudes ou por serem extremamente empáticas, conseguem perceber o que vai por essa cabeça. Para esses transparecemos um pouco mais do que somos... Digo eu.