segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Ser humano


Ser-se humano é uma virtude, mas na maioria das vezes é ser um problema porque ninguém quer ser humano. Embora que todos digam que sim, que são e querem ser no fim não são porque ser humano é ser simples, é admitir que erramos, é gritar do nosso interior nós mesmos, sendo nós mesmos aquilo que nos vai no momento, os nossos desejos, anseios, sonhos. Mas todos querem a perfeição e a perfeição é não haver enganos, é saber usar códigos que nos são impostos para dizer tudo de uma forma fria, com sentido correcto, sem sombra de irracionalidade sendo que, agir de outra forma, é sermos animais ou melhor dizendo, básicos, quando no fundo o que estamos é a renegar a nossa própria essência, a qual deveria ser valorizada, mas todos nós tememos demonstra-la e até mesmo vê-la, porque nos custa a aceitar que muitas vezes tudo pode ser tão simples de tão formatados que estamos em aceitar a vida que temos.

8 comentários:

Gaja com G maiúsculo disse...

Concordo contigo, todos nós temos formas de estar e agir diferentes. Mas por mais reactivos que sejamos, ou seja, que não nos contentemos com determinado acontecimento, geralmente todos temos fases em que necessitamos de repousar, e aí sim, deixamos rolar os acontecimentos sem dizer que sim, nem quenão, é uma aceitação passiva, o que jamais deverá ocorrer, mas é assim.

Considero-me um ser humano, e tu? ;)
Beijinhos

Girl in the Clouds disse...

Os teus temas são sempre interessantes e suscitam discussão.
Mas eu até acho que o ser humano por natureza é "mau", vejamos o exemplo das crianças e da sua inocênia, depois crescemos e vamos sendo educados e controlamos melhor esses ímpetos!! Claro, que há pessoas mais humanas....um pouco de frieza também faz falta, por defesa ou ataque, nos dias que correm!!

Anira the Cat disse...

Ser humano é complicado...

Bjokas

L'Enfant Terrible disse...

Gaja com G maiúsculo
Também eu me considero humano, demasiado por vezes!

Gaja com G maiúsculo disse...

Terrible! Já tens resposta, acho que sim, mas nada como veres ;)

Rapunzel disse...

Encontrar um equílibrio é complicado... perco-me demasiado na minha racionalidade, depois do nada, há um click que me lembra que "sou só humana" e depois, sou demasiado humana... E começo a pensar demais...Ser humano é demasiado complicado...e quanto mais se pensa sobre o assunto, mais complicado se torna...

Mona Lisa disse...

Concordo completamente com o comentário da Girl in the clouds.

...e ainda assim, podes crer que ainda existem pessoas humanas, que embora à primeira vista possam parecer muito egocentricas, são na realidade muito humanas e fazem muito pelo bem-estar dos outros.
São exemplares raros, lá isso é verdade....como tantas outras coisas hoje em dia. Abre bem os olhos e encontra-as:) Quando conheceres uma pessoa realmente humana, vais perceber logo que é alguém muito especial...e acredita que elas existem.

Nirvana disse...

Ser humano é uma virtude, sem dúvida, mas desculpa discordar, não acho que seja um problema nem que ninguém queira ser humano. Por todo o lado, ouço (ou leio) pessoas queixarem-se da falta dos valores que nos fazem humanos. Deve ser porque esses valores são desejáveis, ou não se queixariam, certo?
Acho, sim, que muitas vezes, as pessoas têm medo de o ser. Porque ser humano implica ser, errar (como tão bem dizes), nem sempre saber lidar com esses erros e errar novamente, perdoar os erros dos outros porque também são humanos e erram como nós, implica por vezes sofrer. Implica também ser vulnerável. E são estas coisas, que nos fazem humanos mas que parecem fazer-nos sentir fracos.
Muitas vezes, vamos perdendo isto ao longo do caminho, criando defesas e começando, mais do que a complicar, a não deixar que aconteça. Há quem lhe chame crescer. Eu chamo-lhe envelhecer.