sábado, 17 de abril de 2010

Da paixão

Para muitos a paixão é uma linha que se risca num chão de areia e que facilmente se apaga, tanto no acto voluntário de o fazer ou devido aos elementos. Mas a paixão pode ser mais, pode ser esse risco, esse corte que na carne e na alma deixa cicatriz, que embora pequena, escondida e pouco visível é indelével, mantém-se na longa duração, de onde brotam dúvidas, sugestões, de onde parte todo um fogo que se estala e derrete aquilo que está à volta. A paixão é passageira, é fugaz, mas acontece, é real e nesse momento existe como algo único que aglutina tudo, desde o pensamento à própria acção, que faz tremer, encantar, desequilibrar o mais firme edifício e a sua memória mantém-se, escondida ou a descoberto, regurgitada no gesto, no pensamento inconsciente, inscrita a fogo num sinal visível ou invisível que recordamos ou simplesmente ignoramos, mas que é autêntico e não sonho ou devaneio passageiro.

8 comentários:

100 remos disse...

http://cemremos.blogspot.com/2010/04/espuma.html

Isto.

GATA disse...

Eu tenho um grande defeito: sou mais racional que emocional. Porque quando me deixo levar pela emoção, perco sempre a razão! Apaixono-me, sim... mas mais por coisas (filmes, livros, canções) e menos por pessoas... Ou como eu sempre digo: "I wasn't born like this, life made me like this!"

Anónimo disse...

Não sei se sei o que é amar. Oiço dizer que o amor é um sentimento que transmite serenidade, e eu só consigo querer arrebatadora e inquietamente. Faço-o com tamanha entrega e intensidade que esvaio-me. Talvez por ser tão esgotante ela seja mais fugaz, mas leve nunca é. E nunca me furto a nenhuma; preciso dela como de oxigénio.
Como diz a poetisa Maria Teresa Horta: "Para mim o amor fica-me justo. Eu só visto a paixão de corpo inteiro".
Obrigada pelo pretexto que me deu para falar de o meu principal vício: a paixão.
Aproveito a oportunidade para felicitá-lo pela forma simples e clarividente como expõe o seu sentir.
Um sorriso.
Uma apaixonada pela paixão.

Nirvana disse...

A paixão é bem real (felizmente :)). Não acho que se apague facilmente, na maior parte dos casos.
É ela que nos move, não é?
Mas já disseste tudo, e de forma excelente!
Beijinhos e bom FDS :)

Girl in the Clouds disse...

A paixão é aquela fase inicial em que tudo é cor-de-rosa, em que não há defeitos!! A passagem da paixão ao amor é que é mais delicada!!

Atelier de trapilho disse...

Acho tão bom...apesar de ter consciência das consequências! Mas faz-nos sentir vivos!!!!
Beijinho
Carla

Smurf disse...

simplesmente..... lindo!:) passei por aqui e li, não resisti a deixar um comentário.

L'Enfant Terrible disse...

Smurf
Sê bem vinda!