segunda-feira, 5 de abril de 2010

Núcleo


É ao perceber o quanto sentimos, o quanto pensamos, o quanto idealizamos, que se chega à conclusão que estamos vivos, resplandecentes, com uma energia que pulsa no nosso interior fomentando desejos, aspirações, percursos, conhecimentos que carregam o nosso ser com uma carga positiva. Contudo apesar dessa percepção isso só não basta, não chega somente perceber que se tem uma fonte que lateja por algo, é necessário ir mais além, encontrar um caminho que permita dar azo a essa nossa indagação, para que se possa carburar toda esse núcleo interno de modo a optimizar ao expoente máximo aquilo que ele transmite, sendo isso, talvez, que se afigura mais difícil, porque nem sempre se encontra um caminho, um canal, pelo qual se possa expressar todo esse plasma que fervilha no nosso interior.

5 comentários:

by "A Invisível" disse...

Nem mais...
Querido Terrible, desejo-te uma óptima semana, com muitos sorrisos e sem stress pelo meio. :)

Beijinho*

Nirvana disse...

A procura desse caminho já é em si própria parte do caminho. Ficar com essa energia acumulada é que pode causar uma auto-combustão, 0 que não é grande coisa :)
Beijinhos e boa semana :)

Anira the Cat disse...

Há que canalizar a energia para o objectivo... senão corremos o risco de que nos expluda nas mãos.

Bjokas

TouroCeptico disse...

Post muito bem escrito...

Um abraço

Girl in the Clouds disse...

A procura desse caminho é constante, certo? Nunca podemos parar....