domingo, 9 de maio de 2010

Contradições do espírito


Basta pensar que não se sente para se perceber que se sente, porque a pequena faísca que é o pensamento é suficientemente grande para produzir matéria ou substância, tornando o inexistente real. No fundo basta pensar em “não” para se afirmar e validar dentro de nós o “sim”!

5 comentários:

Kikas disse...

tão confuso mas tão simples.

Mona Lisa disse...

Que filosófico...mas é verdade!

Nirvana disse...

Mandássemos nós nos pensamentos e nos sentimentos. Seria mais fácil. Quantas vezes nos tentamos convencer disso mesmo, de que não se sente.
Bjnhs

by "A Invisível" disse...

Qualquer dia, tens que escrever um livro sobre filosofar e coiso-e-tal!!
Tens jeito pá!! :O)

Beijinho querido Terrible*

Miss Kin disse...

Já percebi isso... Mas ainda tentei negar para mim mesma o óbvio, durante bastante tempo!