domingo, 23 de maio de 2010

Da verdade


Existem verdades inalcançáveis, se bem que todas as verdades, ou a própria verdade em si seja algo inatingível. Mas ainda assim alguns de nós perseguem-na, buscam as suas formas, expressões, o seu conteúdo mais profundo, tentam olhar para os seus olhos, mesmo quando estes são uma medusa que causa um amargo na boca e o petrificar dos corpos. Algumas verdades parecem fáceis de atingir, outras difíceis, mas nessa busca não há regras certas, não há critérios definidos pois nunca se sabe o que se vai encontrar e mesmo se chega-se a encontrar alguma coisa. Mas quando a conseguimos tocar ao de leve, quando conseguimos colher dentro de nós essa sabedoria que a verdade parece transportar, sentimo-nos próximos da beleza, de um paradigma que parece próximo do ideal, se bem que todo o conceito de “verdade”, é de todos, o menos próximo da perfeição, sendo aquele que se encontra mais perto da total imperfeição.

3 comentários:

S* disse...

Cada pessoa tem a sua verdade, de acordo com os seus ideais... :)

Psiuuuu!!Sou eu! disse...

Será que a verdade em si é algo inantigivel? Eu não considero que seja, mas ao mesmo tempo estamos rodeados de várias verdades, algumas que ignoramos, outras que fingimos não ver, outras que corremos atrás, outras que simplesmente fazem parte da nossa e outras que não o são e gostariamos que fossem. Não considero a verdade como algo relativo pelo contrário considero como algo absoluto com factos que a tornam no que é. Mas será que a queremos?
Bjito

Miss Kin disse...

O conceito de verdade é perfeito, nós é que, seres imperfeitos, a vemos de várias maneiras, tão imperfeitas como nós.