segunda-feira, 10 de maio de 2010

Momentos


Há momentos em que apenas o silêncio impera, apenas porque só ele faz sentido, sem no entanto ter qualquer sentido na medida que nada diz, nada produz, nada exprime, a não ser talvez esse vácuo interior que nos leva à simples contemplação da vida. Este vazio produzido pelo silêncio parece no entanto preencher-nos por momentos, contudo, se cresce demasiado acaba por nos tragar para dentro do mesmo, para um local de onde é muito difícil, senão mesmo, impossível de sair.

6 comentários:

by "A Invisível" disse...

Senhorito Terrible;
Faz favor de ter uma óptima semana! Sim? Juizinho! :O)
Beijinho*

*B* disse...

Lindo texto...

Poetic GIRL disse...

Eu gosto do silêncio sim mas na proporção certa. Demasiado também me asfixia. bjs

Carolina Tavares disse...

Costumo pensar que este ¨lugar¨ seja a caverna na qual as vezes nos escondemos. O que achas?

Mona Lisa disse...

Às vezes é bom, mas não fiques muito tempo no silêncio.Põe uma música animada e vais ver como há muitas outras coisas que fazem tanto ou mais sentido que o silêncio:).
Recomendo-te este site:

http://www.stereomood.com/

Nirvana disse...

Eu preciso de alguns momentos de silêncio, de vez em quando, mas encontro-os mesmo no meio do barulho.
Cultivar demasiado o silêncio pode ter o mesmo efeito daquelas heras que há em algumas casas, que crecem tanto que nem se vê a casa! Tudo tem os seus momentos, até o silêncio. Digo eu!

Beijinhos :)