quarta-feira, 23 de junho de 2010

Acto falhado? Talvez não!


Acontece-me com frequência não me lembrar por inteiro, trocar a sequência, ou misturar aquelas expressões populares que se usam no quotidiano. Muitas vezes não acerto à primeira e quase toda a gente que priva comigo sabe disso. Contudo existem algumas expressões que, pelo uso regular, é raro me enganar, facto esse que aproveito para semear alguns actos de pura subversão.
Um dos mais recorrentes é quando recebo uma ordem no trabalho que não me agrada, o que me leva a dizer aos meus colegas:
- Albarda-se o dono à vontade do burro!
Depois ficam quase sempre assim meio a pensar, até que algum diz:
- Epá, não é assim é ao contrário…
E eu respondo:
- Não pá, é assim mesmo!
E aí todos percebem e começam a rir-se! Todos menos o chefe, que não ouviu a última parte, porque se isso acontecesse, aí sim, tínhamos um acto falhado!

[Creio que quando é para falar mal, nunca me engano, só qualidades!]

4 comentários:

Olhos Dourados disse...

às vezes também me acontece. Digo muitas vezes "Matam-se duas cajadadas de uma vez só", em vez de matam-se dois coelhos de uma só cajadada...

Corset disse...

LOL isso às vezes também me acontece, mas isso é porque eu sou muito tótó ^^

by "A Invisível" disse...

Fosses meu empregadito, e obrigava-te a estar fechado num quarto 2x2, a ouvir durante 1 dia o ex-famoso Zé Cabra pá!!!

Beijinho*

Nirvana disse...

EhEh!! Obrigada, Terrible! Vou aplicar essa lá no meu estaminé!
:)*