segunda-feira, 21 de junho de 2010

Aquilo que se quer


Por vezes quer-se muito, quer-se demasiado, quer-se este mundo e o outro, não se aceitando uma parte por se querer o todo. Pergunto-me se há fronteiras para o querer, se devem existir ou se simplesmente deveríamos ser mais exigentes e não nos contentarmos com pouco na medida que essa pequena quantia devia ser o aperitivo para algo maior, algo a que pensamos ter direito por inteiro e se tal não acontecer, haverá sempre a mágoa, a desilusão, o descontentamento que se carrega e com o qual se tem de aprender a viver, traduzindo-se no drama da existência humana. Mas para ambicionar é preciso também ter-se noção, ter-se percepção do que é esse todo e não cair na ganância desmedida e doentia que tem efeitos perversos sobre nós. Queremos muito e é bom querer, mas é melhor ainda saber o que se quer, mais ainda, querer-se aquilo que pode ser alcançado e não uma quimera impossível, residindo nessas escolhas e no estabelecimento desses limites as maiores dificuldades do que propriamente o querer.

10 comentários:

GATA disse...

Ultimamente apenas quero saúde e uns momentos de paz.

E, sinceramente, estou farta de gente com ambições desmedidas, que usam e abusam dos outros e não olham a meios para atingir os fins!

Girl in the Clouds disse...

H´que definir objectivos na vida e saber viver com as dificuldades!! É a aprendizagem da vida!!

Crente disse...

Também já não sei se devemos ou não querer tudo. Não querer tudo parece comodismo, mas tudo querer parece semente para a desilusão... Enfim, é atirar uma moeda ao ar e "hope for the best"?

Marta disse...

Eu luto pelo que quero com unhas e dentes. Nunca acho demais o que quero. São coisas simples e que fazem feliz. Quero e quase sempre consigo. Mas deve-se à força de vontade que me acompanha desde sempre.

Bjs

Poetic GIRL disse...

Ás vezes acho que quero demais... haverá limite para o querer...? bjs

Mona Lisa disse...

Não é preciso ter tudo. Basta ter aquilo que queremos. Desde que esteja bem definido...não vejo porquê satisfazer-se com menos. O universo até costuma ser bastante generoso com os que sabem como pedir.

100 remos disse...

Verdade!

by "A Invisível" disse...

Cada um deve querer e ambicionar, mantendo os pés no chão se possível - pelo menos é o que eu faço. Caso as coisas não me corram de feição, a desilusão torna-se menor...
:)

Beijinho e boa semana querido Terrible*

Anónimo disse...

Ando a seguir te à já alguma tempo, e cada vez gosto mais do que escreves! Identifico me tanto com este post... Faço votos para que não pares de escrever!

Isabel S.

L'Enfant Terrible disse...

Isabel S.
Obrigado pelas palavras!