sexta-feira, 16 de julho de 2010

Dos Desejos


Há desejos de primeira ordem e de segunda ordem, mediante a quantidade e qualidade dos mesmos. Os de segunda ordem são aqueles que se satisfazem com relativa facilidade, com tempo, paciência, dinheiro, ou simples perseverança e força de vontade da nossa parte, sendo que dependem unicamente de nós e de mais ninguém, podendo-se dizer que na sua maioria são desejos materiais.
Os de primeira ordem são um número reduzido, são os difíceis ou verdadeiramente impossíveis de realizar. Dependem igualmente de nós, mas ultrapassam-nos na maioria das vezes, envolvem outras variáveis que não a nossa vontade, compreendem muitas vezes outras pessoas o que se traduz numa equação muito complexa, cuja resolução é por vezes trabalho para uma vida inteira, para a qual não basta dedicação e esforço, mas sim saber fazer uso do instinto, do improviso, onde o factor sorte é elemento vital para se conseguir atingir o objectivo que é a satisfação desse desejo.
Ao passo que os desejos de segunda ordem se esquecem após cumpridos, os de primeira ordem, mesmo quando alcançados mantêm viva a sua memória dentro de nós, pela dificuldade que transportam, pelo ar por vezes milagroso que encerram aos nosso olhos e sente-se o seu efeito de forma permanente quer os tenhamos ou não atingindo.

9 comentários:

Marta disse...

Eu tenho de todos...tenho tantos desejos ;)

Olhos Dourados disse...

Quais são os teus de segunda ordem?

Anira the Cat disse...

Os desejos têm duas facetas: ou os consumamos, ou eles consomem-nos...

Bjokas

Crente disse...

Exactamente! Não poderias ter dito de melhor maneira nem numa altura tão crucial!
Obrigada
Crente

Carolina Tavares disse...

O desejo é errante, no sentido de que ele não tem pouso, ele é da ordem do insaciável porque se todos os desejos forem satisfeitos é a morte.
Gostei do post, gosto do que escreves.
beijinhos

Mona Lisa disse...

Claro. Porque o que dá pica nesta vida são as coisas difíceis a roçar o impossível.

L'Enfant Terrible disse...

Olhos Dourados
Para já é mesmo ir de férias!

Gingerbread Girl disse...

Eu só tenho um, e mesmo assim estou a ver-me grega.
Acho que vai ser um sonho que vai morrer na praia.


*

Girl in the Clouds disse...

Os sonhos é que nos fazem viver, quanto mais difícil de alcançar, mais desejado, mais valor damos!