quarta-feira, 7 de julho de 2010

Palavras


Por vezes tenho dificuldade em escrever, não por falta de ideias, mas sim por pensar demasiado em vez de deixar fluir aquilo que quero transmitir. Falta-me o sentimento, falta-me aquela voz interior que explode de forma repentina, mas ainda que súbita, suficientemente forte e duradoura para se manter o tempo necessário para conseguir apanhar no ar as palavras e reproduzi-las no papel ou noutro meio qualquer. Por vezes consomem-se demasiado depressa, mais rápido do que as consigo perceber, sobrepostas por outras que irrompem em quantidade empurrando as primeiras para um vácuo de esquecimento onde as perco, encontrando depois apenas fragmentos, com os quais tento tecer qualquer coisa, umas vezes com sucesso, outras com insucesso.

8 comentários:

Sairaf disse...

Eu sou Ser que precisa do papel, da caneta, do lápis de carvão ou de cor do teclado e do ecrã de computador para escrever onde e quando for preciso, as palavras saem tão pura e simplesmente como este texto que escreveste, mas acredita que um dia as palavras vão sair de forma pausada e serena.
Obrigado pela honra de tamanha visita
Com carinho
Abraços
Sairaf

Psiuuuu!!Sou eu! disse...

Eu diria que com sucesso, gosto dos teus pensamentos, tão reais e expressados de uma forma diferente, poucas vezes tenho oportunidade de comentar, mas quase sempre são lidos.
Bjinho

S* disse...

Eu tenho muita vontade de escrever mas falta-me a inspiração...

GATA disse...

Suponho que não estavas "desinspirado" neste post... porque se estavas, eu também quero uma "desinspiração" assim! :-)

100 remos disse...

Compreendo perfeitamente :)

Marta disse...

Há dias assim...

Carolina Tavares disse...

Terrible acho que o pior disso é se cobrar. Ouça o silêncio e fique em silêncio. Poucos conseguem. beijos para ti.

Anira the Cat disse...

Isso acontece-me muitas vezes... e o pensamento é mais rápido que a mão que escreve, ou os dedos que teclam...

Bjokas