terça-feira, 7 de setembro de 2010

As incertezas do amor


O amor é uma incerteza que só se conclui pela afirmação da sua certeza. O amor é uma incerteza que nos golpeia com o seu riso misterioso, mostrando-nos apenas uma parte do jogo, mas nunca o resultado final. O amor é uma incerteza que não se sabe onde se vai encontrar, se aqui e agora, se ali e depois, se sempre, se nunca. O amor é uma incerteza, um caminho escuro e perdido sem indicações, sem estrada, sem nada que nos oriente a não ser o desejo de seguir em frente, de seguir para o desconhecido. O amor é uma incerteza que nos oprime e angustia, que nos faz rir e chorar, que nos mata aos poucos, mas igualmente nos leva a sentir uma alegria que nunca sentimos, somente pelo facto de existir, seja a partir de um facto real, seja a partir de um facto ilusório que, pelo seu encanto melodioso, leva-nos à perdição e à fuga do mundo real.

8 comentários:

GATA disse...

Ai o amor... Só me lembra a canção dos Heróis do Mar! :-)

Sairaf disse...

O amor é das coisas mais complicadas que existem, dói, arde, queima até ao fim e depois acalma!!!
Abraço grande
Sairaf

Anónimo disse...

Querido, é a incerteza do amor que todos nós procuramos...

je

Carolina Tavares disse...

Fiquei imaginando elefantes se amando :)

S* disse...

Essa incerteza é uma tormenta. Acho que nos primeiros tempos consegue ser incómodo, pois ainda tentamos perceber se o outro gosta de nós como nós dele.

Mas o amor pode passar de um dia para o outro, infelizmente. Os sentimentos podem ser duradouros mas também fugazes e é essa incerteza que às vezes me assusta tanto.

Soraia Silva disse...

O amor é algo tão contraditorio que às vezes nos faz pensar se estamos no caminho certo...

costumo dizer (eu e nao só) que o amor nao chega, pois para se chegar ao amor é preciso criar muitos outros laços.

às vezes é amar este e nao querer, outras é querer amar e nao poder,
hoje estamos porque queremos
amanha talvez o perderemos

contraditorio o amor!!!
Mas é tao bom quando se sente :)

L'Enfant Terrible disse...

Soraia Silva
Sê bem vinda!

Nirvana disse...

O amor é lindo, é bom, é mágico!
Não é o amor em si que nos faz sofrer, o amor em si é simples. São todos os sentimentos, todas as histórias que construímos à sua volta que nos fazem sofrer. Não o amor em si.

Beijinhos :)