segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Busca


Há coisas que não se arranjam, encontram-se ou não. Há coisas que não dependem do nosso esforço somente, dependem sim de múltiplas variáveis, de centenas de cenários ou apenas de uma faísca que origina uma química misteriosa, única, impossível de explicar ou duplicar. Há coisas que levam tempo a descobrir, a perceber, levando a uma busca infrutífera, onde se investe sem retorno, onde se esbarra com obstáculos constantes ou somente com um deserto sem paralelo que nos leva ao caminhar sempre em solidão. Tudo porque há coisas que nos descobrem a nós e não nós a elas.

13 comentários:

Margarida disse...

A descobrir, que as descubramos a tempo... Que as alcancemos...

Sairaf disse...

Sem dúvida!! Gosto muito da última frase!!
Escreves tão bem :)
abraço enorme

'Mimi disse...

E há coisas que estão mesmo à nossa frente e nós não vemos...

Dark angel disse...

Há coisas que não controlamos. Normalmente são as que nos põem à prova. Normalmente são as melhores, aquelas que nos dão as melhores lições, boas ou más.

Boa semana*

Sofia disse...

Compreendo-te...hoje estou um dia "daqueles", nostálgica...tanto para mais que hoje apetece-me pensar que é da chuva.
Beijinhos e boa semana,Sofia

GATA disse...

Pois eu ainda estou à espera de ser 'descoberta' por certas coisas... :-)

100 remos disse...

O texto que mais gostei de todos os que escreveste.
Bj

Marta disse...

Eu procuro algo faz tempo e sinceramente acho que nunca vou conseguir encontrar. Provavelmente é algo que não existe.

A Minha Essência disse...

E assim se torna um círculo! ;)

*B* disse...

Tão verdade!

Anira the Cat disse...

umas coisas procuram-se, outras encontram-se...

Bjokas

Nirvana disse...

"há coisas que nos descobrem a nós e não nós a elas". Tal e qual, Terrible, e nem sempre sabemos como lidar com elas.

Beijinhos

Olivia Palito disse...

Digamos que há coisas que aparecem na vida, como se tratasse do chamado "destino" ou seja lá o que for...
A vida, por vezes consegue ser confusa, e tem o poder de nos confundir. Umas vezes pela positiva, outras pela negativa...