domingo, 31 de outubro de 2010

Da importância das coisas


Por vezes são as pequenas coisas da vida que custam resolver e não as grandes, porque as grandes preocupam-nos e monopolizam praticamente a nossa preocupação, sendo que assim as pequenas vão sempre ficando para trás e muitas vezes elas acabam por ser igualmente importantes como as grandes.

4 comentários:

100 remos disse...

E depois somos atropelados por essas pequenas coisas que se tornaram grandes.

Carolina Tavares disse...

Lembrei-me de uma letra de uma música intitulada ¨Bolinha de Sabão¨

Sentado na calçada de canudo e canequinha
Tum plec tum bem
Eu vi um garotinho
Tum plec tum bem
Fazendo uma bolinha
Tum plec tum bem
Bolinha de sabão (2x)

Eu fiquei a olhar eu pedi para ver
Quando ele me chamou
E pediu pra com ele ficar
Foi então que eu vi como era bom
Brincar com bolinha de sabão
Ser criança é bom agora vou passar
A fazer bolinha de ilusão!

beijinhos

Anira the Cat disse...

por vezes basta um mísero grão de areia para emperrar a engrenagem...

Bjokas

GATA disse...

Subscrevo a frase da ANIRA!