segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Temperos


Demasiado açúcar enjoa, demasiado sal torna tudo intragável. Mas por vezes é necessário que algumas coisas enjoem e outras se tornem intragáveis para que possamos perceber qual a dose certa a aplicar, isto na culinária em particular como na vida no geral.

15 comentários:

S* disse...

Lá isso é verdade... só provando saberemos se gostamos (ou não).

Margarida disse...

É necessário que provemos, apreciemos e saibamos em que medida nos agrada cada condimento... Na vida, essa experiência é, por vezes, mais "dolorosa", mas, ainda assim, inevitável...

GATA disse...

Não sou dada a doces nem a salgados, e também não gosto de picantes... :-)

hierra disse...

Ora nem mais!

Dark angel disse...

Precisamente. E a cada pessoa, o seu qb desejado, porque é entre todos, diferente. Não há fórmulas mágicas standard...

Boa semana*

Lua Nova disse...

Perfeito.
O equilíbrio é minha busca incessante e isso inclui a dose certa das coisas, dos sentimentos, das atitudes...
Beijokas.

L'Enfant Terrible disse...

Lua Nova
Sê bem vinda!

Carolina Tavares disse...

Cozinhas Terrible?

L'Enfant Terrible disse...

Carolina Tavares
Só para mim e mal!:)

Mona Lisa disse...

A questão é que a tal "dose certa" não é uma coisa constante. Ela muda e deve ser ajustada constantemente, consoante as circunstâncias.

Fi disse...

É experimentar até encontrar a dose certa :)

L'Enfant Terrible disse...

Fi
Sê bem vinda!

Anira the Cat disse...

Vai-se experimentando, e umas vezes escolhe-se mais picante, outras mais doce...

Bjokas

A Minha Essência disse...

Uma pitada aqui... uma pitada ali... até que está no ponto certo! :)

Olivia Palito disse...

O bom no meio de tudo isso, era encontrar o meio-termo. Mas consta-se que requer uma certa prática e sabedoria, não esquecendo a maturidade.
Não sei. Foi o que me disseram. :)