quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Opostos


Para algumas pessoas as coisas não correm, fluem, com uma naturalidade de causar inveja a todos os outros que desejariam que tudo também fluísse ao invés de nada acontecer. Normalmente para esses tudo é fácil, tão natural como respirar e ficam surpreendidos quando os outros complicam, fazem de tudo um problema e vivem numa angústia permanente. Há uma certa inveja de uma parte, mas também uma certa incompreensão da outra. Em definitivo para uns o Sol nasce ao passo que para outro ele apenas se põe.

10 comentários:

Olivia Palito disse...

Acho que essas pessoas que te referes nasceram num dia de sorte, ou sei lá o raio que o parta. Mas que é verdade, lá isso é. Enquanto uns andam para trás, outros andam sempre para a frente.
Isto agora leva-me a uma pergunta pertinente: será o chamado Karma?! Hã?! :) :)

Beijo meu amigo*

DoceSussurro disse...

Sabes?

Pela minha vida fora fui(não raras vezes)alvo de certas 'ivejas'... por vezes, por coisas triviais, outras vezes por coisas sérias e importantes pra mim... Fui 'invejada' algumas vezes por pessoas bem próximas de mim... E magoa.
Curiosamente o meu último post fala disso mesmo..(sintonia!)

É verdade que há pessoas com sorte! Mas tbem acredito que nós podemos fazer a nossa sorte :)

Beijinho*

Sairaf disse...

A inveja e o ciúme são sentimentos que destroem tudo em torno de quem os sentem.
Acredito que tudo melhora com o passar dos dias.
Abraço doce
Com carinho
Sairaf

'Mimi disse...

Mas por vezes quanto mais diferente as pessoas são mais nos forçam a fazer mudanças na nossa vida para as "acompanharmos" ;)

GATA disse...

Há gente com sorte e muita gente (que eu conheço) não merecem a sorte que tem! A vida é injusta...

A Minha Essência disse...

Concordo com a pergunta pertinente da Olivia Palito. Karma, sem dúvida que acho que o fio condutor está aí! :)

Susana disse...

É uma grandessíssima treta quando se nasce no lado onde o sol se põe, passa-se meia vida a tentar ir para o outro lado... às vezes com muita sorte consegue-se tocar com a ponta dos dedos, o resto do tempo sonha-se em reiterar esse momento.
Beijão :)

hierra disse...

É verdade, ás vezes sinto isso :)

Sissi disse...

concordo com o que a Olivia Palito escreveu, nomeadamente, o que disse em relação ao Karma, que penso ser a forma como nos sentimos face a uma determinada situação. Pois o que para uns é um drama para outros não passa de poeira que sacodem dos ombros.
eu falo por mim que já fiz dramas por coisas sem importãncia...

L'Enfant Terrible disse...

Sissi
Sê bem vinda!