quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

...


Anda tudo a anunciar as supostas desgraças para o ano que vem, crise, desemprego, recessão, depressão e aqueles que vão mais longe alegam que é o começo do fim do mundo, que toda a gente sabe que vai acontecer no solstício de 2012 segundo os Maias. Depois os mesmos que só falam nisso, só se preocupam com isso, colocando tónica acentuada na falta de dinheiro andam por aí a esbanjar a rodos, a correr às promoções, a tentar encher a dispensa porque daqui a uma semana é que vamos mesmo entrar em crise! Sim, ainda não estamos mesmo lá, pelo menos assim em definitivo. Que me lembre já estamos em crise desde o tempo da monarquia e não estivemos em crise metade do séc. XX porque era proibido falar nisso entre outras coisas, depois veio a crise mas também a CEE e posteriormente a UE e esquecemo-nos da crise porque na Europa sabem-se governar e não há crise. Agora a crise é Europeia, é mundial, não a tínhamos, não, veio lá de fora e nós claro, como bom rafeiro piolhoso, apanhámo-la novamente! Mas o que acho mesmo piada no meio disto tudo é que depois, apesar de tudo, tentam-nos desejar umas boas entradas, os mesmos que no segundo anterior falavam em crise, querem tudo de bom e de melhor para o próximo ano, rematando depois que apesar da crise, que se tenha tudo de positivo. No meio desta contradição fica difícil de acreditar em tais votos por parte da minha pessoa.

5 comentários:

hierra disse...

Uma coisa é verdade, desde para aí o ano de 2001/2002 que a crise é a palavra mais apregoada pela nação...Não que antes n estivessemos em crise claro está, mas desde que deixou de entrar dinheiro a monte da união europeia que ficámos em crise pk achavamos que só tinhamos direitos e obrigações nada..pois sim, 2011 é só mais um ano de crise...mas devemos de lutar contra ela ...e mais nada

Margarida disse...

E nos meus, acreditas?
Boas entradas, feliz 2011...

(mas eu ainda cá passo amanhã...)


Beijinho

Girl in the Clouds disse...

Eu sou daquelas que tenho esperança que as coisas não sejam assim tão más!!

Sairaf disse...

O problema é que eles que falam tão bonito, deviam ser eles os primeiros a dar o exemplo, deixarem de usar os carros, os fatos, os sapatos, casas e um sem fim de coisas que os nossos contribuintes pagam, mas não, paga e não te queixes!!!
Desejo-te um bom ano repleto de coisas boas.
Abraço muito doce
Com carinho
Sairaf
Boas Festas

Bella disse...

Apenas para desejar um Feliz Ano de Novo, com tudo, tudo, de bom;)