quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Do Silêncio #2


O silêncio é esse estado impar que nos envolve e dissolve deixando que nada se possa transmitir, revelar, omitindo o que somos, o que sentimos, o que queremos, deixando atrás de si um rasto de incompreensão no exterior e uma presença caótica no interior, sendo que esta última apenas pode ser sanada pelo seu fim, o qual só acontece mediante uma explosão, controlada ou incontrolada.

5 comentários:

Marta disse...

(silêncio)

hierra disse...

O silêncio é isso tudo e ainda mais um bocado...só a palavra é que é redutora

Margarida disse...

O silêncio é tudo isso... e eu, sinto-o.... frequentemente...
Revejo-me sempre nos teus posts...

Beijinho

Ana disse...

O silêncio, o meu, deixa realmente um rasto de incompreensão exterior. Há quem diga constantemente que sou muito misteriosa mas, na verdade, sou apenas reservada. Mas esse mesmo silêncio, no meu caso, impede esse tal caos interior, sendo ele a melhor forma que encontro de me organizar e entender.

GATA disse...

Enjoy the silence (Depeche Mode dixit)...