segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Regresso


E eis que se regressa, mesmo quando não se tem vontade para o fazer, ainda que o tempo convide a um regresso a preguiça convida a ficar. De uma forma ou de outra as baterias que supostamente eram para ficar carregadas, parecem vir ainda mais descarregadas, efeitos colaterais, que só serão certamente vislumbrados de outra forma quando o peso da rotina cair nos ombros e eles aguentarem como sempre aguentam. Agora é ver se tudo recomeça tranquilo sabendo no entanto que rapidamente a escalada aumentará. Só espero é que o tempo não continue a conspirar como tem conspirado.

10 comentários:

Olívia Palito disse...

Olha, olha quem voltou! Não deves ter feitoponta de chavelho, mas pronto! :P

Já estava a pensar que tinhas fugido,pá! :)

L'Enfant Terrible disse...

Olívia

Pois, basicamente, nada elevado ao quadrado!;)

Olívia Palito disse...

Havias "mazé" de ir trabalhar p´ró campo, p´ra saberes o que é a vida! (Como eu, que passo o dia a plantar batatas, por exemplo...) :D

L'Enfant Terrible disse...

Devem nascer cá umas batatas!:)

*B* disse...

Bom regresso!

:)

S* disse...

Bem-vindo, caro enfant.

Anónimo disse...

Meu querido, sê bem regressado... beijinhos de... PARIS (pois)
je

Carolina Tavares disse...

Por aqui de igual modo, sem vontade de nada fazer e a precisar fazer muito.

Ana disse...

Bom regresso, L'Enfant :)

hierra disse...

Ora parece que este ano tb as minhas baterias n carregaram o suficiente, pelo que vamos ver como corre o trabalho!