terça-feira, 27 de setembro de 2011

...

Por vezes somos loucos somente por pensar, não tanto por fazer, porque o pensamento é mais perigoso que acção em virtude de a poder vir a criar, a desenvolver, a alterar esculpindo-a para depois a edificar no meio de tantas outras. Mas a gravidade do pensamento prende-se não só por ter influência nas nossas acções, mas igualmente por poder influenciar as demais, as dos outros, ou até mesmo os outros. Mas o pensamento é das poucas coisas que se pode manter para nós próprios e a análise que fazemos dos mesmos altera-nos o percurso, faz-nos olhar no espelho em busca de alguém que julgávamos conhecer, de alguém que por vezes parece fugir e ser tomado por outro igual, mas diferente. Aquilo que pensamos é nosso e só nosso, mas por vezes parece transmutar-nos noutro ser que somos nós, mas não nós como pensávamos ser.

4 comentários:

verde tangerina disse...

Difícil conseguirmos conhecer quem somos, difícil conseguirmos lidar com alguns pensamentos sobre nós próprios. Por outro lado é muito bom imaginarmos cenários completamente irreais e guarda-los...

Utena disse...

O pensamento tem vida e molda tudo ao nosso redor... pois apenas a força de um pensamento pode alterar o nosso estado de espírito.

Adoro a imagem. É linda.

hierra disse...

eu sou louca mas mesmo só em pensamento!

GATA disse...

A julgar pelas minhas últimas acções, eu não sou louca apenas em pensamento...