segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Roda viva

Diz-se que a vida sempre gira, que está sempre movimento, mas por mais que me mova sinto-me sempre no mesmo sítio, porque aquilo que impera é o que se tem e não o que se quer, o que conduz à falsa sensação de que se persegue sempre algo mas no fim, por mais voltas que se dê, queremos voltar para onde partimos, mesmo quando o negamos e sabendo que ao chegar vamos querer novamente partir.

1 comentário:

GATA disse...

A minha vida é tipo "London Eye": parece que não se move, mas move-se... devagar mas move-se...