sábado, 7 de janeiro de 2012

Querido, "estraguei" a casa!

Desde que apareceram os programas de bricolage na televisão, muito em particular o "Querido Mudei a Casa", muita gente tem-se dedicado a fazer remodelações em casa por conta própria. Até aqui nada de anormal, o problema é que muita gente vê aquilo na TV, parece ser simples e até pode ser, mas nunca pregaram um prego na vida, pelo que o resultado depois por ser duvidoso ou próximo da catástrofe, tanto mais que começam com entusiasmo e na pior das hipóteses têm de contratar alguém para rectificar aquilo que, segundo os próprios, terá sido o "anterior técnico", esse incompetente e aldrabão, a deixar aquilo naquele estado. No meio de tudo isto quem ganha são as grandes lojas de produtos de bricolage, onde se vê esses supostos "queridos" de sorriso nos lábios e montes de ideias na cabeça, comprando para tal todo o material necessário e desnecessário, coisas que nem sabiam que existiam ou para que servem. Depois há aqueles que arriscam e a coisa até sai bem, ao passo que outros, por terem suado as estopinhas ficam alienados julgando ter realizado algo digno de mostrar, o que fazem alegremente aos amigos, os quais, com aquele ar de quem vê uma bela porcaria feita mas tenta disfarçar, dizendo: Ah sim, ficou muito bem, pois... reafirmando com acento positivo tudo o que diz quem carpinteirou, sobretudo na hora em que falam da trabalheira que deu  a sua realização, do antes e do depois, motivo mais que válido para classificarem a sua obra como uma obra-prima, até porque foi a "primeira" mesmo, mas na mente de quem observa se calhar mais valia terem ficado quietos.

4 comentários:

Utena disse...

Sei como é... a verdade é que as pessoas acham-se sabedoras de tudo e depois... dá asneira

hierra disse...

eu apenas retiro lá boas ideias...e é só! Nornalmente não sou eu que as ponho em prática...

GATA disse...

Não vejo esses programas (não tenho paciência) mas sempre fiz arranjos em casa, coisas simples, e uma amiga até me 'contrata' quando precisa de uns serviços de bricolage. :-)

Anira the Cat disse...

São modas... eu sou apologista do "não sabe, não mexe"...

Bjokas