segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Mudança


A mudança nem sempre é perceptível, por vezes acontece como um sopro subtil, o qual só se nota com o correr do tempo, altura em se sente surgindo como algo novo em relação ao passado recente, em cujo trajecto até ao presente não se reparou, porque se desconhece o mesmo a não ser quando o procuremos, quando pensamos sobre ele ou não o conseguimos esquecer. A mudança é um evoluir, um ir para a frente, um chegar sem ter partido, algo que se insurge sem que a nossa vontade consciente tenha procurado e talvez essas sejam, de facto, as mudanças mais profundas, as mais duradouras, porque não lutamos pelas mesmas, não pensámos em cria-las, apenas as respiramos e tantas vezes nem nos damos conta que as mesmas se instalaram.

3 comentários:

GATA disse...

Nos últimos anos, sempre que houve mudanças na minha vida, as mesmas não foram positivas, pelo que eu, agora, até prefiro que não aconteça nada na minha vida.

Utena disse...

O problema mesmo é esse medo que todo o ser humano tem de mudar...
Luta inglória entre evoluir ou acomodar

A Minha Essência disse...

Uma luta constante em nós.