segunda-feira, 19 de março de 2012

Certezas e incertezas

Ter a certeza é difícil, porque normalmente quando procuramos saber se a temos significa que estamos com dúvidas de a ter. Por norma temos certeza de muitas coisas no nosso dia-a-dia, temos a certeza que o dinheiro com que pagamos algo é bom, temos a certeza que guardar alguns alimentos no frigorífico os vai manter frescos, temos a certeza que o caminho que estamos habituados a percorrer nos vai levar ao sítio onde pretendemos chegar e em nenhum destes casos ou em outros similares nos pomos a pensar se temos a certeza, porque simplesmente não o colocamos me causa e quando isso acontece significa que temos a certeza. Mas em tantas outras coisas não temos, porque temos dúvidas, mesmo quando dizemos que temos a certeza nessas vezes há uma dúvida persistente que até ao fim nos persegue, até que consigamos ver o final de algo, o seu resultado, a sua conclusão. Desse modo afirmar desde logo que se têm dúvidas é fácil, mas tantos há que afirmam com igual facilidade ter certezas, o que no fim só pode suscitar uma certeza nos outros, a de que os outros nos querem enganar, ou estão eles próprios enganados.  

4 comentários:

hierra disse...

eu por vezes só tenho dúvidas!

A Minha Essência disse...

Não é humano ter? Quem diz que não bom... estranho, ou não, já nem sei nos tempos que correm... :s

GATA disse...

Não tenho certezas, excepto a da morte. Mas dúvidas tenho muitas, para dar e vender! (é a um eurooo!!!)

S* disse...

Eu gosto de ter a mente aberta, de ter incertezas... isso leva-me a procurar a certeza.