quinta-feira, 14 de junho de 2012

Dias


Há dias melhores que outros, isto quando melhor significa simplesmente o dia não ser mau, ser o que se usa chamar de normal, termo último que por vezes dizemos com algum tom a desdenhar o mesmo, na medida em que simplesmente ser "normal" já não nos chega ou não nos satisfaz em pleno, como quando se come com pouca fome, ou se dorme com pouco sono. Mas sempre que um dia corre mal desejamos de imediato voltar à nossa rotina, voltar aos dias normais, os quais passamos a recordar como dias bons da nossa vida, esses que durante a sua vivência desdenhávamos para depois suspirar. No fundo ansiamos sempre por dias melhores, numa insatisfação cuja existência afirmamos ter para justificar que procuramos mais, chegar ainda mais alto, quando no fundo mantemos esse descontentamento apenas por receio de dizer que o dia de hoje é bom, porque afirmar tal pode ser prenúncio de algum mal pior.

3 comentários:

GATA disse...

Há muito tempo que deixei de esperar por dias melhores - até porque eles nunca vieram... Bastam-me os dias 'normais'. É triste a resignação mas, para mim, mais vale dias 'normais' que os dias 'anormais' cheios de problemas com que a vida me tem brindado!

hierra disse...

na verdade tenho mais dias normais do que do que maus ou bons, não sei se isso é bom ou se é mau.

S* disse...

Há dias em que vale a pena viver... outros que simplesmente vêm passar a vida.