segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Naufrágio



Depois de um fim-de-semana onde muitos se manifestaram contra a crise e sobretudo contra aqueles que a provocaram, provocam e vão continuar a provocar é interessante ver que a própria crise chegou ao governo e que enquanto os incompetentes corruptos tentam manter o barco a navegar em direcção ao fundo, os ratos que os apoiam começam a saltar borda fora na tentativa de se salvarem, enquanto os piratas que o querem saltear tentam com todas a manhas abordar o navio para tomarem conta do mesmo. Nunca tinha visto um navio a naufragar que pudesse suscitar tantas reacções diferentes, o problema é que se o navio vai ao fundo leva-nos a todos com ele, mas os salva-vidas esses são à conta e estão somente à disposição de quem comanda, de quem os conseguir tomar ou de quem consegue fugir a tempo, sendo que quem sabe nadar pode pensar que conseguirá ainda ter uma oportunidade, mas isso era se o mar não estivesse cheio de tubarões.

4 comentários:

S* disse...

O problema é que ainda não consegui descobri quem poderia salvar-nos disto.

hierra disse...

Agora é que era a altura perfeita para aparecer o D. Sebastião, haja nevoeiro...de resto, somos um país governado por piratas mestres em saque mas que estamos a afundar a olhos vistos e isso vê-se porque as ratazanas foram já as primeiras a saltar...

Utena disse...

Assino por baixo!
Essa tua mania de dizer tudo!

TERESA SANTOS disse...

Em síntese?
Em síntese está tudo dito!
Dos ratos aos tubarões, o comportamento é sempre o mesmo: ambos saltam por razões diferentes.

Nós?

A nós resta-nos aguentar.