segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Mentirosos





Apregoamos muitas vezes e cheios de nós mesmos que não somos mentirosos. Mas somos. Não nas grandes coisas, mas sim naquelas do dia-a-dia. Somos mentirosos quando nos perguntam se estamos bem e respondemos que sim, embora nos possamos sentir uma merda, tudo por uma questão de protocolo, de educação. Somos mentirosos quando escondemos as nossas mágoas e angústias porque não as queremos partilhar com os outros, porque sabemos que os outros não querem saber das mesmas. Somos mentirosos quando somos obrigados a fazer algo mas temos de dizer que gostamos de o fazer. Somos mentirosos quando temos de fazer sorrisos amarelos a tanta gente que não gostamos, que nunca gostamos de ver, mas temos de engolir como qualquer outro sapo. Somos mentirosos sim, nas coisas pequenas, nas coisas que não dizemos de um modo para dizer de outro, na vontade que temos mas não podemos revelar. Somos mentirosos e somo-lo sempre, durante toda a vida, porque é essa a forma de estar, de nos mantermos numa sociedade que se rege pelas aparências, pela etiqueta que por vezes só serve para mascarar o que sentimos, o que somos não nos deixando ser, porque ser seria ser rude, seria falta de bom senso e possivelmente levaria ao afastamento de quase todos à nossa volta num caminho directo para solidão, mas certamente seria muitas vezes mais genuíno, mas isso poucos sabem apreciar ou estão dispostos a faze-lo. 

5 comentários:

GATA disse...

Segundo o teu texto, sou uma grandeee mentirosa! Ainda no fim-de-semana evitei ir no elevador com um dos velhotes do prédio, porque não estava com paciência para actriz...

hierra disse...

Mas nesses casos compreendo, mas há quem minta sobre tudo invente, faça intrigas, deturpe...esses sim são perigoso!

Utena disse...

Onde posso assinar por baixo?

S* disse...

Toda a gente mente, claro, mas orgulho-me de não mentir quase nada.

A Minha Essência disse...

Para o bom e para o mau, há sempre um porquê. ;)