quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Sistemática


No que toca a considerações sobre a nossa figura e beleza somos testemunhos muito pouco isentos. Se bem que sempre temos uma noção daquilo que somos muitas vezes acabamos por exagerar ou para o lado positivo ou para o lado negativo, sendo muito difícil encontrar um equilíbrio que nos defina correctamente e mesmo assim tal não é definitivo porque aquilo que nos caracteriza na totalidade acaba por ser um misto do que os outros acham de nós com o que nós achamos da nossa própria pessoa. Mas aí entra outra variável a qual será de todas a mais indefinida, porque cada qual tem uma ideia da nossa pessoa, podendo essa consideração variar de um extremo ao outro ou então acabar numa ideia vaga e pouco convincente que apelará ao politicamente correcto ao invés de apelar a qualquer ideia racional bem demarcada. No fundo será sempre complicado definir aquilo que é indefinido, aquilo que nem nós próprios enquanto actores principais sabemos ao certo entender e classificar, que no fundo será, no conjunto de toda a humanidade, a razão última da nossa existência, que é saber quem realmente somos, mas as perspectivas para entender tal acabam por ser sempre múltiplas e pouco conclusivas.

3 comentários:

S* disse...

Cada um sabe de si e dos seus gostos.

A Minha Essência disse...

S: Não aparece texto. Somente listas brancas. :S

GATA disse...

Sobre 'moi-même'... tenho dias, uns dias em que acho que sou gira, uns dias em que só me apetece vestir uma burka! Mas, mesmo nos dias em que acho que sou gira, não chego ao cúmulo do CR7! :-)

Mas prefiro uma pessoa menos bonita por fora mas com conteúdo, que uma pessoa mais gira por fora mas vazia!