quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Tantas vezes...



Tantas vezes queremos sem querer, olhamos para não ver, vemos sem olhar, sentimos sem pensar e pensamos sem sentir. Tantas vezes julgamos ser mais quando somos menos, dizemos o que não sentimos e aquilo que sentimos não conseguimos dizer. Tantas vezes julgamos ser menos quando somos mais, somos surdos ao que nos dizem e escutamos o que não nos dizem. Tantas vezes pensamos ser muito quando no final é tão pouco, pensamos ser pouco quando no final é muito.Tantas vezes e por vezes tão poucas vezes...

2 comentários:

S* disse...

Gosto desse mistério, dessa incerteza.

Anónimo disse...

Acordamos inspirados... isso acontece muitas vezes???
je