domingo, 30 de dezembro de 2012




Por muito que se queira mudar a página, alterar o paradigma, tentar começar de novo ou outra vez, certo é que no nosso presente actual tal é difícil, a não ser que queiramos acreditar numa ilusão só nossa. Mais ainda porque mesmo que nos saia a sorte grande, que a nossa vida veja o raiar de felicidade, será difícil saboreá-la porque, de um modo ou do outro, não estamos neste mundo como meros espectadores, vemos e sentimos o que se passa à nossa volta, o que se passa com os outros, o sofrimento, a falta de esperança, um futuro imprevisto e sem ilusões. Como tal, a não ser que padecemos de um egoísmo crónico, será difícil ter esperança no meio de uma multidão daqueles que do horizonte nada esperam, será difícil apregoar o levamento da moral quando uma minoria formada pelos abutres se esforça para corromper todos os valores. Mas mesmo que seja difícil ter esperança ela sente-se, não como um sorriso que se abre pela promessa da mudança de ciclo, mas numa força para sobreviver, na vontade de viver, de continuar ainda que com extremas dificuldade e sem saber para onde, mas resistindo para um dia, que não o amanhã, se possa manifestar sem pudores ou instabilidades, sem medos ou desconfianças, uma esperança silenciosa, adormecida da qual nos esquecemos mas que nos faz continuar sendo que esse é o meu desejo para todos no ano vindouro, que continuemos, em tumulto, em silêncio, mas que continuemos, para um dia libertar a esperança que há em nós.

4 comentários:

ADEK disse...

Eu continuo com esperança. Mesmo com tudo o que de mau tem acontecido... E por isso deixo os meus votos de feliz ano novo. Espero que se concretizem. Às vezes só depende do nosso ponto de vista...

hierra disse...

Eu tb sou das que continua com esperança e sempre lutando contra a crise e sempre com fé que esta gente que nos governa, desapareça e dê lugar a gente séria e competente que pensa mais no bem estar colectivo do que na sua real carteira...claro que isto é uma utopia, mas vamos andando e pensando que sim e só isso nos dá vontade para enfrentar as 365 novas oportunidades concedidas por 2013... BOM ANO NOVO!

Cath Quelque Chose disse...

Que tenhas um 2013 onde a esperança, ou pelo menos a vontade de senti-la não esmoreça :)

GATA disse...

Eu sou demasiado realista para ter esperança num país, num mundo, numa sociedade, cada vez mais corrupta e injusta.