segunda-feira, 15 de abril de 2013

...

Naturalmente sofre-se, sofre-se com aquilo que desejamos e não temos, com aquilo que gostaríamos de vivenciar e não podemos, pelas mais diversas razões, mas em particular pelo facto de se saber que mesmo lutando a derrota está determinada à partida e deste modo sofre-se, pelo que não conseguimos ser, porque aquilo que somos define se vamos vencer ou não, neste campo ou naquele, mas haverá sempre um, um muito em particular ou até vários campos na pior das hipóteses onde somos sempre perdedores, por mais voltas que se dê, por mais experiência, sabedoria, conhecimento que possamos adquirir, por mais alterações, redefinições que possamos fazer na nossa forma de ser e encarar a vida, haverá sempre algo, algo que pode até parecer pequeno e simples mas aos nossos olhos, no nosso âmago, parecerá tudo, sendo esse tudo uma teia intrincada sem solução à vista, um profundo desejo que não vamos conseguir satisfazer, e por isso sofre-se, de modo esporádico ou continuado, seja de modo ruidoso, seja de modo silencioso, mas sofre-se.

3 comentários:

Sairaf disse...

Bom dia Terrible, tu por acaso estás dentro dos meus pensamentos?!?!?
Este post colar-se-ia a mim na perfeição, cada palavra, cada frase!!
Abraço doce e boa semana :)

hierra disse...

é que é mesmo!

GATA disse...

Eu, que hoje acordei para o lado errado, digo que "Viver é Sofrer"...