sexta-feira, 11 de outubro de 2013

...

É difícil olhar para dentro quando do lado de fora tudo parece ser uma guerra permanente. Dessa perspectiva tudo aquilo que temos dentro de nós parece tornar-se inofensivo, até mesmo patético, ainda que o possamos sentir como importante, mas somente pelos nossos olhos. Basta haver algo de concreto, de real, que se passe no cenário por onde todos circulam e vivam, para que aquilo que somos, os nossos pensamentos e problemas, pareçam tornar-se irrelevantes e até inadequados. Talvez por isso tentamos esquece-los, ignora-los ou contorna-los contrapondo em relação aos mesmos com altas doses de racionalismo e materialismo. Mas ainda que tal aconteça, o certo é que aquilo que não resolvemos dentro de nós, nunca nos deixará resolver o que quer que seja em que cenário for. 

1 comentário:

GATA disse...

E de repente lembrei-me da canção "Outside" dos Staind... "But I'm on the outside and I'm looking in"...